9.5.08

barroco

Uma vez estive no palácio de Versailles. Minha mãe e minha tia estavam junto. Mais afastadas de mim. Riam. Aproximei-me. Perguntei o motivo.

Apontando-me um quadro de Luiz XIV quando criança, disseram: é igual você! Muitos já me disseram que eu tenho rosto de quadro antigo. Mas vou fingir que acredito em destino e em reencarnação só para o post ficar mais emocionante.

Enfim. Parecia comigo mesmo. O Rei Sol. Não é a toa que Molière é uma das figuras do teatro que mais me encanta. Adoro a história dele. Afinal. Um dia eu fui seu padrinho.

Estudando o período Barroco essa semana por conta de um dos meus projetos. A Vida é Sonho. Calderón de La Barca. Eu tentei me transportar para a época. Imaginar como era essa orgia de símbolos. Essas apresentações na corte. É um pouco assim que você se sente quando visita um palácio como Versalles. Aquele lugar está cheio de energia de uma época que foi. Mas ainda parece pulsar ali.

Também. Se há algum lugar por onde passaram mais anjos e demônios do que possa calcular a nossa vã filosofia, é ali. A minha impressão é que tudo que passou por ali foi um grande sonho. Uma névoa em que não se sabia o que era representação. O que era realidade. Com todo seu glamour e sua nojeira também. Sempre lembro da história de que eles jogavam merda nos corredores que por ali permanecia durante dias. Saneamento nem um pouco básico.

Isso é Barroco. Sagrado e profano. Perfumado e fedido. Mas nunca simples. Sempre poluído e requintado. Com milhões de anjinhos e demoninhos olhando pra você.

Vou fazer uma regressão agora pra ver se me lembro como era estar lá. No palácio do Rei Sol. Dou uma alô para o Moliére por vocês!

Um comentário:

joseane disse...

Olá Aline!
Sou aluna de Artes Cênicas da UFOP e fazendo um seminário sobre teatro barroco espanhol acabei chegando aqui!

Tem razão! O barroco é mesmo essa loucura entre o imaginário e o real, a encenação de si próprio!
E´ um constante conflito entre os prazeres carnais, e a vida espiritual.
Bem, não sei se ja conheçe, mais o livro História Mundial do Teatro de Margot Berthol e maravilhoso p qualquer tipo de pesquisa relacionada!!! Estou amando utiliza-lo!
Meu e-mail p trocarmos mais ideias: joseane1911@oi.com.br

Muitos beijos!
E luz!

 
eXTReMe Tracker