20.5.08

às favas com o conteúdo

Fico emocionada toda vez que vejo na capa da Vejinha algo relacionado com o teatro. Já sei que vou me revoltar. E que vou ter assunto para meu blog.

A dessa semana trazia a seguinte máxima: "Os Melhores Teatro da Cidade". Um júri de especialistas escolheu segundo uma série de critérios quais das 120 salas paulistanas são as melhores. Realmente os especialistas eram renomados. Pena que foram solicitados para falar sobre nada.

Quais salas oferecem mais conforto e bons serviços ao público. Ai. A tabela de votação era revoltante. Quesitos do bom teatro: visibilidade, poltronas, acústica, acessibilidade, banheiros, área de espera, atendimento, ar-condicionado e estacionamento. Ah sim! Tinha um item bobo que era "programação".

Que serviço de utilidade pública foi prestado. Agora sim. As pessoas irão ao teatro. Tem até uma sugestão que diz que o futuro está nos teatros dentro dos shoppings. Isso. Um Teatromark, por que não? Tem poltrona confortável, pipoca e bom estacionamento.

A promessa de um bom conteúdo nas salas para com a explicação do Sesc Anchieta (1º lugar da entrevista) que abriga o CTP, grupo do Antunes. Ok. Um exemplo em mil. O resto das justificativas são tão nojentas quanto 100mil pagantes em um ano assistiram "Às Favas Com os Escrúpulos". Que tem o nome mais literal do mundo para o que se vai apresentar no quesito respeito ao público.

Ainda tem uma notinha falando do Parlapatões. Mas do bar. Que abriga milhões de atores "wannabe" que não vão lá para assistir peças e sim aparecer. Não importa o que está passando nas salas.

Culmina falando nas pobres poltronas rasgadas do coitado do Maria della Costa.

Agora eu sei quais teatros frequentar. Pois não importa a qualidade da peça mas sim a qualidade do lugar.

Ah! Pobre de mim.

5 comentários:

René Piazentin disse...

É, mas a gente pode ficar despreocupado, porque agora a tendência é de teatros nos shoppings, olha que bacana.
A gente tem onde estacionar o carro, tem praça de alimentação, ator global quase sempre e poltronas estilo Cinemark. Um luxo.

Jéssica Miranda disse...

A idéia realmente de um teatromark realmente muito boa e convidadtiva a quem não assistiu a muitas peças na vida!

Moi disse...

eh foda!

Lélia Campos disse...

Compartilho dessa revolta!!! Também fiquei perplexa com a reportagem!

Mari Viana disse...

Aff

 
eXTReMe Tracker