7.7.08

peter brook depois do tapa: outro tapa

Um tapa. Um tapa na cara daqueles que acham que o bom teatro está em uma super produção. Simplicidade. Essa é a lição.

Atores. Palco nú. E Samuel Becket. Quem precisa de mais? E assim, um grande encenador como Peter Brook passou por são Paulo dando uma lição. "O contrário do simples não é o complexo, mas o falso". E é só com simplicidade que se chega no âmago do que Beckett quer nos dizer: o homem, como ele é, nú e crú. Qualquer outra coisa pode tirar a atenção do tema central.

Três atores. Quatro pequenos textos. Poucas palavras. Ação física. Era no corpo daqueles atores que Beckett aparecia. Decrépito. Podre. Como o humano. Mais humano impossível.

É sempre bom ver Teatro acontecendo de verdade. Ontem eu vi. Fiquei feliz.

(Cena de Act Withou Words II, Samuel Beckett por Peter Brook)

Um comentário:

Luiz Marcondes disse...

Aline na TV! Saiba mais: http://loungecultural.blogspot.com/

;)

beijos!
L.

 
eXTReMe Tracker