15.10.08

ação, ação e ação

Eu penso no teatro hoje fazendo. Não falando. O texto nos é dado. Da forma como é dado pra todos que os leem. Mas o que queremos dizer. Com aquelas mesmas palavras. Tantas vezes já ditas. Parte de nós. E o que somos nós senão aquilo que fazemos?

Agir. E ação mostra-se cada vez mais vinda antes do texto. De estímulos que partem de referências. Do clima proposto. Da atmosfera da peça. Sabendo o todo. E como queremos fazê-lo. O texto aparece naturalmente encaixado naquela idéia. Dando verdadeiro sentido à palavra encenação.

Decorar um texto sentado. Sem ter referência do que vai ser feito. Mais trava do que leva a diante. Individualiza a interpretação. De fora pra dentro vamos longe. Da ação ao texto. Para falar aquilo que o texto diz.

Como queremos dizer.

Um comentário:

Petrucia disse...

adorei este teu post. Também sinto muito assim. Especialmente quando vc diz: "Decorar um texto sentado. Sem ter referência do que vai ser feito. Mais trava do que leva a diante".
Sinto inclusive que é meu corpo que me ajuda com as falas porque a palavra fica inevitavelmente associada ao que estou fazendo fisicamente no palco. :)
Então vc produziu Camino Real no Brasil?! Sabe que eu vi um vídeo no youtube ano passado dessa montagem e achei um arraso! lindíssima! sensacional! Fiquei num aperto de coração por não poder assistir. Parabéns pelo lindo trabalho! :)

 
eXTReMe Tracker