2.10.08

a passeio...

As pessoas passam pela vida
A passeio
A trabalho
Não param para pensar
Em um sentido
Que não existe
Por isso são felizes
Ou não...

O ator
Todo dia
Tenta encontrar um sentido
Pra vida
Pra arte
Pra seguir...

E não sabe o que é o bem
Não sabe o que é o mal
Porque tudo é humano
Tudo dói.

Uma dor dissipada
Que arrasa
Sem ter porquê.

Um dia feliz
Se torna duvidoso
Lá no fundo
O sentido ainda não existe
E nunca existirá
Sabemos
Mas não queremos saber.

Queria ter vindo a passeio.

2 comentários:

Kedma Franza disse...

Melancólica linda louca!

Petrucia disse...

o autor Octavio Paz também diz algo do tipo que a ignorância é uma benção. Hoje acredito mesmo que só na ignorância alguém pode ser abençoadamente feliz. Qualquer pitada de inquietação, e pronto, estraga tudo. Lá estamos nós questionando, buscando...
Embora talvez a gente possa encontrar um sabor bem prazeroso nesta busca, na própria inquietude e talvez na própria melancolia. Será que não?
Adorei seu poema. Acho que vou iniciar um roundup da semana no meu blog, comentando postagens dos blogs que eu gosto. Se eu fizer, este seu poema, entra com certeza ;)

 
eXTReMe Tracker